Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

terça-feira, 6 de junho de 2017

Ando a sonhar com barcos...

....e dizem que "quem fala no barco é que quer embarcar". E eu quero. E muito.
Andei a ver fotografias de anos atrás (esperem, tenho de limpar o nariz devido ao pó é que faz comichão), e a última vez que me meti num barco foi há sete anos, exceptuando os dois cruzeiros no Douro no ano passado, pois refiro-me a um cruzeiro num navio grande.
Há sete anos fiz o cruzeiro pelas ilhas de Córsega, Sardenha, Palma saindo de Roma. Ora para mim é muito tempo em terra a olhar os barcos que chegam e saem desta ilha minúscula no Atlântico.
E como comsrumo dizer: "tanta terra, tanto mundo, tanto país imenso e vim nascer numa ilha - que para aparecer à vista num mapa qualquer é preciso ampliar - perdida no oceano que me dificulta e aprisiona os desejos de viajar! Que é necessário ter um fundo de maneio ou pé de meia sempre reservado para as passagens de e para o continente.
Se eu vissessse num continente seria rapariga de navegar todos os anos.

25 comentários:

  1. Bom dia, Gi navegante, é uma excelente ideia fazer um cruzeiro, quando for fazer um passeio num cruzeiro não esqueça de levar consigo as chouriças para saborear quando tiver saudades das mesmas, até porque os enchidos fazem parte da sua dieta que deve cumprir à risca,
    Toine Marafado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Toine Marafade...
      Não só mas também. E os líquidos?
      É que a bordo só água e limonada é à descrição. O resto desembolsa
      Kis :=}

      Eliminar
  2. A última vez que andei de barco foi em Itália, saudades! =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Embarca já no barco, acredita,
    do que é que estás aí à espera
    que tivesses nascido nessa ilha
    foi sim o destino que o quisera!

    Faz uma boa viagem por esse mar fora!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Edu...
      Tomara eu ter nascido em PContinental! E nunca me verias em terra!
      Kis :=}

      Eliminar
    2. Não sejas tão severa,
      tem lá calma menina
      não deixes esta terra
      minha amiga AvoGinha!

      Eliminar
  4. Meter-me num barco e navegar à volta do mundo é um sonho que também tenho. Como infelizmente nunca o consegui fazer, casei com um marinheiro. Eu sei que não é a mesma coisa. É assim uma espécie de terminação da sorte grande. Mas tem sido uma terminação muito prazerosa.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Os cruzeiros no Douro também os faço, quando visito a cidade invicta, no entanto, gostava de fazer, como tu, uma viagem por esse mar fora...

    ResponderEliminar
  6. Eu nunca fiz um cruzeiro, mas está nos meus planos, adorava (=

    ResponderEliminar
  7. Eu tenho imenso medo de barcos. Não sei se algum dia farei algum cruzeiro ou assim hehe
    Beijinhos**
    Rose
    _________________________
    All The way is an adventure
    Jess & Rose Blog | Instagram | Youtube

    ResponderEliminar
  8. Ando com vontade de fazer um por terras italianas!!! Bj e gosto do olhar

    ResponderEliminar
  9. Já fiz um às ilhas gregas e adorei.
    Faz-te ao mar, não hesites!

    Beijinhos Gi

    ResponderEliminar
  10. Mana, da próxima vez que vieres ao Contenente, vem de barco...
    Que linda e sonhadora estás, sentadinha no cais, a olhar o iate.
    Adoro gente sonhadora, assim como tu.
    Faz-te ao mar e vai de vela. Sabes velejar?

    Beijinhos, enternecidos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mana mana guapa de mi coraçon...
      Eu não estou no cais a ver os barcos eu estou num barco no douro a ver outro barco, no qual eu tinha feito a subida nele. Estou a descer o douro...
      Kis :=}

      Eliminar
    2. Ó que porra!! E não é que não conheci nem estou a conhecer a 'paisage'??
      Queres ver que estou mesmo a ficar pitosga?
      Parecia-me a nossa bela ilha da Madeira, ou melhor, o Funchal, que é todo luz e cor...
      A descer o Douro? Então não estás a ir para a Régua, Mana...enganaste-me.
      Vou trocar de óculos e já venho...

      Eliminar
    3. Mana, estamos ambos a descer o Douro. É uma ultrapassagem....eu tinha subido no independência...fiquei na régua....e desci no infanta....o independência está adescer sem passageiros ..
      Mana, esses óculos.. eu já te tinha avisado que vês mal. Ou será que acabaste de comer e tens grãos de arroz nas lentes? Ao mês senhor acontece!

      Kis :=}

      Eliminar
  11. Adorava fazer um cruzeiro pelo Douro!

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  12. Já fiz um cruzeiro e gostei tanto, pena tenho de não o poder fazer de novo. Quem sabe um dia :)

    ResponderEliminar
  13. Mas viver na ilha é uma escolha.
    Decerto que poderias viver tão bem no continente.
    Os madeirenses são amplamente conhecidos por serem um povo migratório.
    Não há limites de água que os impeça de viajar! :)

    Falta de recursos financeiros, até entendo. Mas geográficos não.
    Isso mais me parece uma desculpa - desculpa :)

    Também estou a viver numa ilha...
    Mas nasci num «continente».

    A «ilha» somos nós mesmos.
    E todos nós estamos enfiados na mesma esfera...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não escolhi nascer aqui. Nasci e agora vivo neste sítio que é o meu porto de abrigo onde Tenho as minhas raízes.
      Falo porque é caro sair daqui...devia ser mais em conta
      Kis ;=}

      Eliminar
  14. A ultima e unica vez que fiz um cruzeiro foi ha cerca de 12 anos atras...tambem esta na altura para outro! Pode ser que lhe saia o Euromilhoes e depois pode fazer quantos cruzeiros quer Gi!

    ResponderEliminar
  15. Nunca fiz um cruzeiro a sério (só mini-cruzeiros). Não sei se iria gostar. Ás vezes penso nisso pois tenho uma tia (aí no Funchal) que todos os anos faz um cruzeiro. Um dia talvez...
    Bjs.

    ResponderEliminar
  16. A última vez, que andei de barco... foi num cacilheiro, quando no ano passado, fui num instante matar saudades da margem sul... enquanto passeava por Lisboa...
    Bjs
    Ana

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...